sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O tempo todo

Quando você de repente vai embora eu me esqueço como é que se fica sozinho.

Só não gosto

Eu não gosto de me ver no espelho
nunca, nunca mesmo.
Não por causa do meu rosto,
eu até gosto do meu rosto,
não é isso.
Eu não gosto de me ver no espelho,
com essa cara de sozinha, de quietinha,
de poucos sorrisos desses
que vem do peito.

Nem mais

Não gosto quando você espera de mim demais,
demais de mim.
Eu não posso te dar muito, e muito menos pouco.
Me deixe assim, que esse é o melhor de mim.
Nem mais,
Nem menos,
Nem pouco e muito menos
Nem muito.

Dancinha

Preciso sonhar coisas de gigante, de acordo com o que sou
mas meu bem eu lhe digo
Seu tamanho nada tem a ver com o seu passado
e também eu lhe falo
os sonhos não são assim tão fáceis e meu bem,
acorde.

Dias

Tem dias que tudo parece rascunho porque tudo parece tão fraco, que vai terminando, terminando e aca-bou.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Sonho

A sua mãe tocava pra você essa música no piano e eu ouço essa música como se eu estivesse ouvindo a vovó. Eu vejo a vovó sentadinha no piano, pequenininha como eu a imagino. Ela me vê descendo a escada, sorri e continua tocando. Não sei qual é o número desse noturno, mas é um dos mais lindos do Chopin. Tenho vontade de chorar olhando a vovó tocar. Eu me sento do lado dela e espero ela terminar a música pra abraçá-la, temos tanta coisa pra falar uma com a outra. Tem tanta coisa que eu quero saber do papai, coisas que eu quero que ela me conte como foi a versão dela. Tem tanta coisa! Será que ela continua sarcástica? Será que ela vai me fazer rir? Imagino que ela vai ficar falando do Pradão entre uma piada e outra. Quero tanto saber o que ela acha de mim! Somos parecidas, vovó? O papai vai dar gargalhadas quando eu contar pra ele que encontrei a vovó tocando piano! Mas aí a música acaba. A vovó levanta, beija a minha testa e vai embora, toda feliz.

Mesmo lugar

Você sabe que todas as coisas que a gente faz na vida, todas e absolutamente todas, serão esquecidas por todas as pessoas que a gente conhece na vida, porque todas elas, como nós, estão preocupadas com as coisas que elas fazem na vida. E no final da vida, vamos todos pro mesmo lugar.

gymnopedie 3

O problema de eu me sentir sozinha
não é a tristeza que gera
não é eu estar desprotegida
não é a falta de alguém
é talvez
a possibilidade
de eu, de repente,
estar mesmo sozinha.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Manchete

A notícia sobre futebol está ao lado da notícia sobre os duzentos mil desabrigados no Rio por causa da chuva. A única diferença é que a notícia de futebol tem uma foto e está em destaque.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Triste assim

A minha tristeza é suave, quase doce. Eu sorrio tão levemente, parece verdade. Eu entro e saio sem ninguém saber que sou triste. Ninguém. Eu passo entre as pernas, entre as mesas e entre os pensamentos de alguém tão rápido que é como se eu nunca tivesse passado. Eu não tenho passado muito. Também não tenho muito passado. O presente quando demais quase esconde o passado. Mas também, quem mandou estar aqui. Quem mandou passar por aqui a essa hora. Não adianta reclamar, chorar para os santos, não há nada que te faça outra. Essa aqui é você, triste assim.
]
Eu não sei fazer de outro jeito se não o errado. 
Eu não sei fazer de outro jeito se não qualquer jeito.
Eu não sei fazer de jeito nenhum.
[

Preciso escrever

Preciso escrever um pouco
se não o que será de mim quando me descobrirem
e todos ficarem sabendo que eu não sei fazer mais nada
e eu for desmascarada?
Eu preciso escrever
para que saia, quem sabe, uma poesia
e então eu a vendo por milhões de dólares
e fico rica
e nunca mais preciso fingir mais nada.

Roteiro


  1. um labirinto
  2. não, um labirinto não, um mar
  3. cheio de ondas silenciosas
  4. e vazio
  5. nenhum barco a vista
  6. ninguém
  7. de repente um peixe surge na superfície
  8. e volta pra dentro do mar.

Se eu chego

A minha tristeza é ver que eu corro, corro, corro, e a linha de chegada está em qualquer outro lugar.
A minha tristeza é ver que eu não saí daqui. E os anos passaram, eu consigo ver nas pequenas manchas,  nas feridas, nas mãos. Os anos passaram que eu sei. E eu sei que está todo mundo querendo esconder isso de mim. A mulher que me atende no posto de conveniência, o cara que abastece o meu carro, a bruxa que disse que eu não sabia escrever. Estão todos fingindo que eu não estou atrasada. Estão todos me escondendo uns anos. Só quero saber se eu chego, se eu consigo chegar ao lugar que está separado para mim.

Roteiro

Um roteiro, ele me pediu um roteiro.
Eu não sei, mas sinto que o que eu quero dizer é justamente o que vai
fora do roteiro
junto com o Leminsky ou não sei, com o Drummond
aquele Drummond que eu não entendia quando era pequena
mas hoje eu entendo,
infelizmente eu entendo.

que gosto tem

Qual será o gosto de realizar um sonho? Qual será o rosto de quem realizou um sonho? Gente que realiza um sonho fica diferente, não sei diferente como. É, pode ser bobagem minha.

Disfunção

Esses dias eu descobri que tenho uma disfunção no cérebro. Fui diagnosticada por um médico. É mais ou menos assim: enquanto as coisas aconte...