sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Nem mais

Não gosto quando você espera de mim demais,
demais de mim.
Eu não posso te dar muito, e muito menos pouco.
Me deixe assim, que esse é o melhor de mim.
Nem mais,
Nem menos,
Nem pouco e muito menos
Nem muito.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...