segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Roteiro


  1. um labirinto
  2. não, um labirinto não, um mar
  3. cheio de ondas silenciosas
  4. e vazio
  5. nenhum barco a vista
  6. ninguém
  7. de repente um peixe surge na superfície
  8. e volta pra dentro do mar.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...