segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Diante daquele instante

Ontem à noite, enquanto olhávamos o céu, você encostou a sua mão na minha e assim ficamos por um tempo. Eu estava concentrada nas estrelas, num clichê: pensando no pedido que faria à estrela cadente que passasse e, quando senti a sua mão, me dei conta de que eu estava ali, e o mar fazia barulho, e eu não tinha mais nenhum pedido possível diante daquele instante.

Nenhum comentário:

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...