terça-feira, 16 de novembro de 2010

Penso

De tanto pensar alguns homens ficaram loucos. Eu não sou um desses homens, porque eu não penso em física, em filosofia, em nada que preste. Eu penso em aqui, em nós dois, em poesia e falta dela, em coisas que poderiam ser bonitas se não fossem tão feias. Eu penso no abismo e no silêncio. E eu não fico louca. Eu me silencio e eu me afasto.

Um comentário:

Bombom disse...

somos irmãs, está comprovado

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...