sábado, 12 de junho de 2010

Ainda não passou

Hoje é o dia mais frio do ano, dizem especialistas. Eu já tive dias bem mais frios este ano, hoje até que está ameno. O frio não passou pelo meu fim de tarde ainda.

Um comentário:

Paulo Rhedy disse...

Eu gosto de dias frios. Eles me permitem me fechar um pouco mais. E a minha distância não parece moralmente perturbadora para os outros. Todos estão reclusos em seus espaços de conforto, onde há calor e tranquilidade.

Eu gosto deste frio e de como a solidão do frio em lembra da incompletude do meu grito só. O frio me deixa evidente o quão é preciso de outro para me aquecer, que preciso de algo, alguém... O frio que lembra que além de mim há todo o universo que eu preciso. E que não importa o quanto eu fuja para mim mesmo, apenas se me render algo ou alguém terei a redenção do meu infortúnio.

O frio me lembra para minha miséria e me aponta a solução mais inóspita para um admirador da solidão: A companhia.

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...