domingo, 13 de abril de 2008

Útima carta

Meu amor,
Estou o deixando. Vou deixar as chaves em cima da mesa e o meu coração no seu travesseiro. Não precisa acordar, amor meu, pode continuar dormindo. Estou o deixando porque ontem você não segurou a minha mão. Você sempre dizia que não gostava de andar de mãos dadas, e eu sempre deixava para lá, mas ontem eu queria segurar a sua mão. Porque eu estava insegura, porque eu queria sentir o seu calor enquanto a gente caminhava, porque eu queria lembrar que você estava ao meu lado. Mas você não a segurou. Não me importo se você tiver as suas dúvidas mas eu me importo se as respostas forem demorar para sempre para chegar, se é que um dia chegarão. Estou o deixando, mas eu sei de quanto em quanto tempo eu vou lembrar dos seus olhos pretos olhando para mim. Tenho certeza que você me olhava daquele jeito só para me agradar, mas você não queria agradar demais, então logo desviava o olhar. Eu estou partindo e estou completamente partida. Eu queria rasgar essa carta e me deitar ao seu lado novamente, mas eu sei que amanhã você vai continuar não segurando a minha mão. As suas dúvidas não vão acabar amanhã, por isso estou indo embora. Mas não se esqueça, meu amor: meu coração está no seu travesseiro, cuide dele para mim.
¨

2 comentários:

Julia Fontes disse...

aii amiga, fiquei meio depre....que triste esse textinho!!!
mas, mto bom!
beijooo
amo mto

William Maia disse...

Kct! VSF!
Muito foda!

Desculpe os palavrões..rsrs.. Reação espontânea

solução

Hoje eu perdi o dia porque fiquei dançando no quarto. Eu sofro por dentro e meu quarto está uma bagunça, achei  melhor  dançar.