terça-feira, 22 de abril de 2014

Uma visita

Um aviso interrompeu a noite
e a noite não parou para rezar
nem esperou ninguém recuperar o fôlego. 
Veio a escuridão da noite
e ninguém mais falou nada.
O telefone tocou umas três ou quatro vezes
mas não tinha ninguém do outro lado da linha
- ou quase ninguém,
ou alguém sem chão, 
ou alguém com muita dor.
Essa noite todo mundo falou mais baixo, 
todo mundo ficou tentando entender:
por quê? Por quê, meu Deus?
Mas Deus nunca responde,
e hoje Deus está muito ocupado, 
Ele tem uma visita especial.

Nenhum comentário:

Lixo

As pessoas acham poesia uma coisa tão babaca sem propósito lixo Eu faço poesia na minha cabeça enquanto observo as pessoas Enfio a mã...