sábado, 22 de março de 2014

Sem nada

Queria fazer uma poesia,
mas estou ilhada.
Não consigo juntar as palavras
e aqui não há sinal
nem para uma poesia urgente
como essa.
Queria fazer uma poesia,
mas estou perdida.
Não encontro nada
- nem palavras e nem espaço.
Não há tempo para poesia
nesse meio
nesse fim de mundo
nesse espaço
sem nada.

Um comentário:

Anônimo disse...

Voltou, amor?

Resposta

Achei bonito você correr atrás de aula disso e daquilo e consertos e largar o cigarro e tentar colocar as coisas no lugar. Tão bom pra você....