quinta-feira, 23 de maio de 2013

G. Benção

Na verdade me dói mais um tanto, mesmo que com certa dose de alívio, a sua presença na minha vida quase adaptada. Quando o meu olhar já estava quase destreinado, você pediu gentilmente que eu acordasse. Ao som de um homem que conseguiu transcender a música, na verdade eu não sei bem se acordei ou se renasci.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...