domingo, 19 de maio de 2013

Estrada

Eu descobri tanta música nova pra gente ouvir nas nossas viagens de carro. E se você ficar com sono, eu não vou me importar em escutá-las sozinha enquanto dirijo. Eu fico pensando na vida enquanto vejo a estrada se curvar e fico pensando na gente e fico pensando se eu deveria ser assim tão triste quando eu fico triste. Mas se de repente eu me enfiar em um acidente e nós dois morrermos eu nunca vou descobrir se a minha tristeza é mesmo comum. Por isso eu preciso tentar sem você. Eu preciso ver do que é feita a minha tristeza. Me perdoe, eu não quero morrer sem saber. Me perdoe por ser triste, por ser assim triste, por ser assim.

Um comentário:

Bombom disse...

chorei com esse e mais alguns

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...