terça-feira, 21 de maio de 2013

É?

Acabou a tinta, a bateria, a dor.
Acabou a música, a luz, a água.
O sabor, o tempero, o lugar.
Acabou o dia e o minuto que passou.
Ainda tem um pouco de mar.
Um pouco de vento, um pouco de algo.
Algo que eu não sei nem o que é,
eu não enxergo bem à noite.
Ainda tem a noite.
Ainda tem o dia seguinte.
Ainda tem muita coisa - mesmo que tudo tenha acabado.
Tudo não é tanto assim, é?

Um comentário:

Anônimo disse...

Sobrou um pouco de voce para mim?

Lixo

As pessoas acham poesia uma coisa tão babaca sem propósito lixo Eu faço poesia na minha cabeça enquanto observo as pessoas Enfio a mã...