sexta-feira, 12 de abril de 2013

Eu deixei você partir

Eu sonhei que você vinha, destino, fantasiado de um dia comum. Eu nem te notava, eu te esnobava, eu seguia reto. Ao longo do dia fui percebendo que você não era um dia comum, não era só mais um. Fui descobrindo e me animando, querendo te entender, te conhecer, te viver em cada instante. Mas a noite chegou logo e você foi embora, destino, porque eu demorei demais para aproveitar a sua chegada. Você estava magoado comigo e foi embora, destino, com lágrimas nos olhos, prometendo nunca mais voltar. Engraçado que eu acordei e tive a sensação de que não era um sonho.

Nenhum comentário:

Lixo

As pessoas acham poesia uma coisa tão babaca sem propósito lixo Eu faço poesia na minha cabeça enquanto observo as pessoas Enfio a mã...