quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

mundo a, mundo b

De repente comecei a pertencer a um mundo que não é o meu.
De repente me dei conta e quis voltar ao meu mundo.
De repente eu já não sabia mais o caminho de volta,
de repente eu já não sabia mais qual era o meu mundo.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...