domingo, 17 de julho de 2011

Pra ver se gasto as vírgulas

Esperando, sempre esperando.
Eu fico esperando você crescer mais um pouquinho,
eu fico esperando o sinal abrir,
eu acordar para a vida.
Acorda para a vida, alguém me diz aí de fora.
Mas o que isso quer dizer?
Eu estou dormindo?
Mas isso não me faria sonhar?
Eu já não sonho faz um tempo,
ou quando sonho é a gente se separando,
ou um barco partindo esquecendo de me levar junto,
é sempre algo assim.
Isso parece um desabafo, minha mãe vai pensar.
E talvez seja.
Essa espera me incomoda, me atrapalha,
e eu não sei o que fazer com ela.
Eu tão pouco sei o que fazer com tanta vírgula
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,
Elas não servem pra nada na vida real,
só no papel.
Deve ser por isso que eu escrevo tanto.

Um comentário:

Anônimo disse...

Você é meu sonho.

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...