segunda-feira, 23 de maio de 2011

Já posso?

Já posso fazer uma risada sem graça, acenar com a mão e sair de fininho, pelos fundos?

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...