domingo, 3 de outubro de 2010

Uma noite como outra qualquer


- São quatro valsas, com quem você vai dançar as outras três?

Um comentário:

Anônimo disse...

Todas, eternamente, com você...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...