domingo, 17 de outubro de 2010

Nada de críticos da arte

Os fortes que me perdoem:
os meus poemas são só para os fracos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Sou um forte fraco...

Meu último sonho

Eu entrei num barco antigo igual ao que aparece no filme do Peter Pan e fui navegar sozinha pelo oceano noite adentro. O tempo naquele barco...