domingo, 17 de outubro de 2010

Nada de críticos da arte

Os fortes que me perdoem:
os meus poemas são só para os fracos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Sou um forte fraco...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...