domingo, 26 de setembro de 2010

Domingo

O domingo chega como um carro que carrega um defundo,
sem ninguém para enterrar o domingo.

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...