segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Quando aperta

O silêncio do seu quarto está ficando alto demais, estou quase gritando o seu nome para ninguém.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...