domingo, 18 de abril de 2010

o ato de enlaçar-se

Eu gosto de enlaçar meu braço no seu pescoço e olhar o seu sorriso enquanto eu o faço. É quase automático, ele surge no seu rosto e é possível que você nem perceba. Talvez seja por isso que eu goste de você, você é tão distraído.

Nenhum comentário:

poetinha

poetinha desligado  lê poesia pra mim tira soneca na rede anda descalço o que vai ter pra comer no café da manhã essa sereia ta...