domingo, 7 de fevereiro de 2010

Para um domingo sem ter muito o que dizer

Ele tocava tão alegremente... Me empresta o seu tambor?

(St. Marteen. Janeiro, 2010.)

4 comentários:

Priscila Rôde disse...

Também quero um! rs
Beijos e boa semana!

thais motta ~ disse...

Seu eu pudesse , pedia emprestado tb .

Um beijo e boa semana .

felipe sanches disse...

Quero Ser Tambor
(José Craveirinha)

Tambor está velho de gritar
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
corpo e alma só tambor
só tambor gritando na noite quente dos trópicos.

Nem flor nascida no mato do desespero
Nem rio correndo para o mar do desespero
Nem zagaia temperada no lume vivo do desespero
Nem mesmo poesia forjada na dor rubra do desespero.

Nem nada!

Só tambor velho de gritar na lua cheia da minha terra
Só tambor de pele curtida ao sol da minha terra
Só tambor cavado nos troncos duros da minha terra.

Eu
Só tambor rebentando o silêncio amargo da Mafalala
Só tambor velho de sentar no batuque da minha terra
Só tambor perdido na escuridão da noite perdida.

Oh velho Deus dos homens
eu quero ser tambor
e nem rio
e nem flor
e nem zagaia por enquanto
e nem mesmo poesia.
Só tambor ecoando como a canção da força e da vida
Só tambor noite e dia
dia e noite só tambor
até à consumação da grande festa do batuque!
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
só tambor!

Bombom disse...

VC 'E INCRIVEL. Ainda bem que 'e minha irma..... amu. Morta de saudades

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...