segunda-feira, 5 de outubro de 2009

5 de outubro de 2009


Eu fico achando que eu sou enorme. Que sou toda forte, que eu posso tudo, que tudo vai ser maravilhoso para onde quer que eu vá, que tudo está bem assim. Eu fico achando que aguento tudo, que tudo sempre dá certo. Dou discursos, conselhos, dicas e lições de moral para quem quiser ouvir. Tenho palavras para dar e vender. Mas aí, acontece uma coisinha como aconteceu comigo hoje, uma coisinha dessas que faz a gente ficar meio nervosa, e então tudo cai por água abaixo. Eu já não sei mais onde estou, quem eu sou e para onde estou indo. Eu fico fraquinha, como aquela abelha que acabou de morrer na minha janela. Eu não sei mais onde estão meus propósitos, quais são os meus propósitos. Para quê eu sirvo, para quem eu sirvo, eu sirvo para alguma coisa? Já não sei mais nada. Mais o pior disso tudo é pensar que eu estou sozinha nisso tudo.

Desculpa, pai. Desculpa, desculpa, desculpa.

2 comentários:

Joaquim disse...

Maria Clara por favor não se engane! Um carro é só um monte de lata pintada: vale uns malditos tostões, uma merreca, uma porcaria qualquer. Não merece a perda de um único segundo da sua preciosa vida.
O que sim poderia te inquietar, assustar e tirar o sono,o que exige muita, mas muita reflexão é uma coisa chamada lealdade. Lealdade exige transparência, verdade, amizade, confiança, amor. Lealdade é a fé, é o que dá mais sentido ao verdadeiro amor. Às vezes vale a pena se perguntar: será que eu sou leal? De verdade? (Ou será que eu sou só apenas mais um show dos tantos papéis que compõem a minha existência?)
Se a resposta for positiva, esqueça todo o resto: você não está só e nunca ficará só, porque você é leal e o seu amor por todas as pessoas é autêntico. Você não tem que se procupar com nada: a sua lealdade é a garantia de que vai dar tudo certo, sempre cercada por todos que a amam.
Ao contrário, se com aqueles que mais te amam no mundo você não é leal,transparente e verdadeiramente amiga, então sim você está só. Terrivelmente só. Cercada de ruidos, risadas e tristes palpites, mas infinitamente só.
Como está você?

calina disse...

NUNCA MAIS FALE QUE ESTÁ SOZINHA

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...