domingo, 31 de maio de 2009

Olhos que não fecham

Quero dormir, mas me faltam olhos para fechar. Os olhos que tenho não fecham mais e eu não durmo. Terei de conversar com corujas e vagalumes, e quem sabe aprender a viver à noite. Meus olhos não fecham, mas não posso dizer que eu vejo tudo. Se um dia eu fechar os olhos novamente, será que volto a enxergar?



¨

4 comentários:

Rafael Oliveira disse...

Sutil e perfeito.

Incontinente disse...

Muito bom mesmo...

Anônimo disse...

Quando a gente fecha os olhos, costuma ver pessoas e situações de um ângulo diferente.

Marcos A. Rondineli disse...

Quero dormir,
me faltam olhos.
Os que tenho não fecham
Cnverso com corujas
e vagalumes,
Vivo à noite.
Teus olhos não fecham,
mas não posso dizer que eu vejo tudo.
Se um dia eu fechar os olhos novamente, será que volto a enxergar?
Que vê, além de beleza, quando fecha, prá dentro de si, tua alma?
Achei chique, desculpe aí a fuçação...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...