quinta-feira, 19 de junho de 2008

bem simples

eu gosto de você porque você é cheio de defeitinhos. pior: você me mostra todos eles, sem pudor algum. gosto de você porque você não finge nada, não disfarça nada, não esconde. se você quer ir embora, levanta e vai. se quer ficar pra sempre, espera até ser arrastado. eu gosto de você porque você fala a mesma língua que eu. a língua dos que estão aprendendo a falar. também porque você não regula abraços, não regula beijinhos (tenho que empurrá-lo), não regula palavras doces e não regula gasolina para ir ao meu encontro. eu gosto porque quando me perguntam de você, eu não sei por onde começar, tudo parece tão vago, foi tão assim do nada. e isso eu adoro: você surgiu do zero. aprendi a gostar dos seus tantos erros, aprendi a entender os seus gestos, aprendi a querer o seu braço no meu braço. você teve que me ensinar. assim como eu também sinto que eu te ensinei a me achar linda. e os dias vão passando e as borboletas no meu estômago não passam. acho que elas querem morar aqui. sabe, eu gosto de você porque você não liga para Letras Maiúsculas e nem detalhes minúsculos. é bem simples assim: eu gosto de você, e você gosta de mim.


Para G.

4 comentários:

NANDA MAGALHÃES disse...

você quando escreve apaixonada, transborda sentimento nas palavras.... e desperta nas pessoas uma vontade de sentir exatamente o que você escreve!!!!!

Liz disse...

É magnifico a gente ler a nossa vida escrita por outros.
Como diz o poeta: somos sinais de Deus para nós mesmos nas pessoas outras...

bombom disse...

e a teoria do "I could love this guy" é quebraaaaaada novamente!
You could, and you will!

Bianca BIH Bibiano disse...

Mais apaixonada, impossível. Mas vc não me ama, pq eu me importo com as Minúsculas hauahua

ps. borboletas no estômago são eternas...eu sei disso.

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...