domingo, 6 de abril de 2008

pedaço

-Sabe quando eu mais gosto de você?
-Quando?
-Quando você vai embora.

2 comentários:

William Maia disse...

Nossa!

Que profundo e melancólico Clara.. Um desavisado pode dar risada, mas essas três linhas são muito mais do que parecem.

Anônimo disse...

interessante...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...