terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Depois da primeira aula

Três versões de um dia perfeito

1.
Acordo num lago frio e silencioso,
me espreguiço como pede meu instinto,
fico parado, olhando para o nada,
contando moscas
cortando moscas
comendo moscas.

Esse é o meu dia perfeito
nesse meu corpo verde e gosmento,
nesse meu eu.

2.
Nem sei se eu saio da cama nesse dia
Se como purê de batatas
Se morro atropelada

Mas sei que nesse dia
eu não tenho nada pra fazer.

3.
Um dia perfeito:

(de forma que caiba
numa página
de uma folha
de papel)

Eu aprendo a escrever,
e
escrevo.





Nenhum comentário:

Lixo

As pessoas acham poesia uma coisa tão babaca sem propósito lixo Eu faço poesia na minha cabeça enquanto observo as pessoas Enfio a mã...