quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O homem e o amor

Quando foi que
O homem percebeu o amor?
Foi sentado, indo embora, a dormir?
Foi distraído, foi bonito, foi algo?
Como foi?
Muito me pergunto
se foi olhando a janela, se foi a passear.
O amor explodiu no peito? 
O peito doeu?
Foi de dia? Foi no verão?
De madrugada, talvez, com um pincel e uma tela.
Ou ao som de um instrumento,
talvez só o coração, a pulsação e o vento.
Quando foi que o homem pensou:
"é isso."?
Esse homem - ou talvez mulher - 
chegou a duvidar que era isso?
E se foi uma criança? Como é que ela percebeu?
Ela estava brincando, correndo, parada?
Ela estava com o pai, um amigo, um irmão?
Quando foi, meu deus, que isso aconteceu?
Muito mais me pergunto:
quando foi que o amor percebeu o homem?
Ele já percebeu?

Lixo

As pessoas acham poesia uma coisa tão babaca sem propósito lixo Eu faço poesia na minha cabeça enquanto observo as pessoas Enfio a mã...