domingo, 15 de março de 2015

de para

De triste foi para tranquilo 
e de tranquilo para morto.
Depois de morto,
o que restou foi só para quem ficou
- mas pouca gente ficou, 
porque as pessoas esquecem
e superam
e fica tudo bem.
De bem vai para normal
e de normal para morto.

Um comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...