terça-feira, 23 de abril de 2013

Pessoas

Eu vejo e ouço pessoas felizes por todos os lados.
Não sei se elas são felizes de fato,
mas eu as vejo,
e as ouço.
Não sei se são felizes de fato,
mas não importa porque eu as invejo até a última gota.
Invejo o amor que elas sentem e que outros sentem por elas,
invejo a leveza delas ao caminhar,
invejo a falta de culpa no peito,
o peito cheio.
Eu invejo os sonhos que elas conseguiram realizar.
Eu sonho em ser igual a elas.
Mas eu não sou,
eu não sou.


Um comentário:

Anônimo disse...

É melhor!

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...