domingo, 21 de agosto de 2011

Eu não

Você dorme tranquilo, ronca.
Eu não.
Você me olha tranquilo, sorri.
Eu não.
Você pega minha mão, caminha, tranquilo.
Eu lhe peço:
me ensina essa paz?

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...