quinta-feira, 2 de junho de 2011

...se atraem

Somos tão diferentes que tudo acaba sendo uma surpresa. Eu nunca sei o que ele acha, o que ele vai dizer, ou o que ele pensa. E gosto de descobrir. Imagine já saber tudo só de olhar para ele? Cada vez que eu olho para ele, eu descubro mais que não sei de nada.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...