domingo, 15 de maio de 2011

Um beijo

Ele me beijou, como há tempos não beijava. Me abraçou, como há tempos não fazia. Eu me derreti, como há tempos não me derretia. Mas abri os olhos e percebi: aquele beijo não era para mim. Era um beijo para os outros. E então a noite acabou.

2 comentários:

f.v disse...

adorei! ;*

Anônimo disse...

Não acredito em beijo que não seja para você.

Insônia em quatro tempos

I mesmo quando a sua boca tem gosto de cigarro eu gosto do seu gosto às quatro da manhã II é tanto amaciante que as flores do campo ...