domingo, 8 de maio de 2011

Ele

Eu achei que o fim de tarde de domingo não me faria chorar nunca mais. Mas hoje, quando todo mundo apagou a luz e foi para o seu quarto, aquela velha dor voltou. É muito triste para mim. Alguém poderia dizer que é a morte se aproximando, que é a vida passando, que é o tempo acabando. E esse alguém estaria certo também. Mas não é só isso. É entre eu e ele. Nós temos uma coisa antiga, eu e o fim de tarde de domingo. A gente nunca se deu bem, ele sempre me fez chorar.

Um comentário:

Bombom disse...

Para mim também. Sempre morro um pouqinho aos domingos

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...