domingo, 30 de janeiro de 2011

Trinta de janeiro de dois mil e onze

Tem dias que arrancar uma folha do calendário dói como se eu estivesse arrancando um dedo.

Um comentário:

Anônimo disse...

E o seu urso? Sempre quis saber se a história do urso que você perdeu é verdade..

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...