domingo, 26 de dezembro de 2010

o olhar

Meu olhar não sorri para você hoje.
Nem hoje, nem amanhã.
Por enquanto ele não vai sorrir, o meu triste olhar.
Ele se mantém calmo e breve.
Neste dia que passou e que não é mais dia,
meu olhar desmaiou.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...