segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Um dos fins

Ela sorriu só de pensar que ele sabia abraçar daquele jeito. Mas logo desfez o sorriso, porque lembrou que ele poderia ter dado um milhão daqueles e não deu. Ela ficou ali mais um pouco, mas estava atrasada e precisou ir embora. Ele passou então a invadir os seus sonhos, todos os dias.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...