terça-feira, 30 de novembro de 2010

não senti

Hoje eu não senti medo,
porque tive preguiça de ficar perdida
de novo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não tenha nunca medo de nada, meu bem...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...