domingo, 3 de outubro de 2010

O livro dos adeuses e dos nunca mais

E a próxima página ficou vazia. Nada mais foi escrito, e o livro não pôde ser publicado. Nunca mais.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...