domingo, 17 de outubro de 2010

O Gosto

Pode ser que eu nem mais te reconheça:
quando o amor passa, o rosto muda
e o andar fica diferente.
Os teus beijos que já foram meu motivo,
deixaram só um gosto estranho.
Gosto de nunca mais.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...