segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O prego não aguentou

Ele não soube me amar como um homem ama uma mulher.
Ele me amou como se ama um quadro na parede.
E durante todos esses dias eu fui isso:
um belo quadro pendurado numa parede vazia.

Nenhum comentário:

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...