segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O prego não aguentou

Ele não soube me amar como um homem ama uma mulher.
Ele me amou como se ama um quadro na parede.
E durante todos esses dias eu fui isso:
um belo quadro pendurado numa parede vazia.

Nenhum comentário:

guerra

Escapei ilesa do primeiro beijo no portão da casa No segundo eu vacilei te levei  comigo O resto eu nem sei me apaixonei me ...