quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Hora de dormir

Eu me recuso a dormir agora.
O dia virou noite e tudo ficou tão lindo.
Silencioso.
Ninguém me pede para ser nada,
ninguém sabe onde estou,
nem eu.
Não estou com saudade de nada.
Eu quero ficar acordada até que o mundo acorde,
e então eu quero dormir.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...