terça-feira, 13 de julho de 2010

Treze de julho

Você surgiu antes de mim. Não duvido nada que tenha tomado conta daquele lugar escuro onde eu me escondia. Não duvido nada que tenha cantado para mim antes mesmo de eu nascer. Eu não duvido nada que você tenha me ensinado a amar, logo que eu cheguei.


Esse é para Carolina

Um comentário:

Meat disse...

só li hoje!
te amo apesar de nossas vidas estarem em "sintonias diferentes" nessa fase.
Pode ter certeza que deixei tudo bem decoradinho e arrumadinho pra vc chegar!

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...