segunda-feira, 19 de julho de 2010

Elipse

Farei como certo poeta escreveu uma vez, porque ele tem razão.
Não pronunciarei a palavra amor.
Esta santa palavra, de minha boca não sairá.
Se um dia pensares que não o amo, que o fim chegou,
não o penses, se o problema for o meu silêncio.
O amor não será dito, ele será um segredo de nós dois.
Não posso correr o risco de soltar a palavra aos ventos,
e deixá-la fora do meu peito.

2 comentários:

Grasi disse...

Nas palavras de um poeta parece tudo tão fácil, né?!
Bjão lindona e um começo de semana super iluminado.

Anônimo disse...

Corra esse risco por mim, por favor...

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...