terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Máscaras de oxigênio cairão automaticamente

Não sei como dizem exatamente nos aviões. Algo como: "Puxe uma das máscaras, coloque-a sobre o nariz e a boca ajustando o elástico em volta da cabeça, e depois auxilie os outros caso necessário." Primeiro é preciso que você respire e sobreviva, para que depois você possa ajudar quem quer que esteja ao seu lado a sobreviver também. Essa é a lei dos aviões em turbulência. Essa é a lei de qualquer turbulência. Sobreviva antes de tentar salvar o outro.

5 comentários:

Sabrina Bombonatti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscila Rôde disse...

CONCORDO PLENAMENTE!

felipe sanches disse...

"sociedade do umbigo"

felipe sanches disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
felipe sanches disse...

em primeiro lugar, muito obrigado pelo elogio, tenha CERTEZA de que é recíproco. não se obrigue a comentar, não tem problema. fico muito feliz que leia.

quanto à sua última postagem, eu desconfiei que fosse sobre o haiti, mas, como você sabe, um texto tão carregado de emoção, talento e subliminaridade (uma combinação. sem dúvida, brilhante!), assim como um bom poema, ou um quadro pintado com talento, ou uma boa música, gera uma imagem imediata em forma de prisma. dependendo de que lado se olha, quem olha e/ou quando se olha, enxerga-se algo diferente. na minha modesta opinião, seu brilhante texto proporcionou várias observações distintas, até uma ótima reflexão sobre a sociedade pós-moderna, como eu
tentei evidenciar em meu comentário. você é brilhante, parabéns! e continuarei metendo minha colher, se me permite! hehehe

um beijo.

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...