terça-feira, 8 de setembro de 2009

Fotografia


E a sua fotografia continua ali, imóvel e calada como ela sempre foi. Talvez um pouco mais imóvel e um pouco mais calada. E agora ela me dói. Seu rosto de lado, como se fizesse uma pose sem querer. Porque a impressão que tenho de você é que faz tudo sem querer. Sem querer me olhou, sem querer me quis, sem querer me prendeu em armadilha. E a sua fotografia agora me dói, porque eu estou presa à sua armadilha. E você, (será sem querer?) levou embora um pouquinho de mim.

Nenhum comentário:

guerra

Escapei ilesa do primeiro beijo no portão da casa No segundo eu vacilei te levei  comigo O resto eu nem sei me apaixonei me ...