sábado, 27 de junho de 2009

Branco


Dizem que quando se ama, surpreende-se ao ser amado de volta. A reciprocidade não é exigência do amor. Dizem que aquele que ama, não espera ser amado de volta, porque ele apenas sente, não sabe dizer porquê ou como. Erra-se ao esperar que o outro ame de volta. Esse tipo de amor é egoísta, mesquinho. Se o outro ama de volta, sorte dos dois. Sorte do destino. Sorte, apenas. O amor não tem causa, não tem resposta, não tem consequência. É clichê falar sobre o amor, e eu nada sei. Mas sempre achei que o amor é a como a cor branca, uma mistura de todas as cores que existem. Todos os sentimentos misturados formam o amor.
¨

4 comentários:

Vâmvú disse...

Linda definição do amor (como a cor branca)... Muito bom!
Bjs

Eliana disse...

Bonito!

Anônimo disse...

o amor é um vazio cheio....

papeldeseda.wordpress.com

Anônimo disse...

Se você já sabe o que é o amor, então sabe como me sinto...
O seu branco haverá de encontrar o meu branco...

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...