domingo, 29 de março de 2009

A tal da reciprocidade

Às vezes ela vem sob um olhar retribuído. Às vezes vem em um bilhetinho deixado na mesa. Às vezes escondida nas entrelinhas das frases ou em um abraço prolongado. Mas tem vezes que a reciprocidade não vem. Ou então pode até ser que ela venha escondida em um passarinho feito de papel. Mas às vezes esse passarinho precisa voar, ele só não sabe como fazer.
¨

3 comentários:

Anônimo disse...

quando ela vem, as vezes a gente nem percebe, mas basta um unico momento não correspondido para sentirmos falta dela,né?

direto aqui acompanhando esse talento!haha
beijo claire!


luiz

Spice of Soul disse...

A reciprocidade está também em todos os que são tocados por sua bela poesia. Quando eu leio e sua mensagem ressoa com um lindo e refrescante vento em meu coração, eu forneço foco e adiciono energia a sua mensagem, a sua criação. Cada um que faz isso adiciona poder no formato de amor a sua mensagem. E casa nova pessoa que se sentir atraido por sua mensagem, receberá uma quantidade proporcional de emoção maior a quantidade de pessoas que olharam com uma ressonancia de emoção positiva. E como no nivel do pensamento, passado e futuro se cruzam e interseccionam, cada momento de amor e emoção positiva que sua mensagem recebe volta ao momento em que ela foi escrita e te influencia no ato. O universo é uma grande co-criação. Por isso que M Dooley, guru que envia mensagens diárias sobre o universo, afirma que todos os seus leitores co-criam a mensagem com ele. O importante é que sua posia é linda, sendo apenas uma pequena parte do grande e belo universo que você é, do qual vemos apenas fragmentos.

Anônimo disse...

Um dia ainda farei um passarinho de papel para você notar...

Viela, montanha, isolamento

Por que desviei? Por que não observei, por que não ouvi o seu chamado? Em que viela, montanha, isolamento eu estava? Quando você apar...