quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Efêmero

Às vezes eu quero uma coisa tanto, mas tanto, mas TANTO, que eu não a quero mais.
¨

2 comentários:

Sarah Germano disse...

é que nem fome quando arde duro na barriga e faz agente esquecer de que precisa comer.
adoro suas linahs de raciocinio, as vzes vc esclarece meus pensamentos!

Adriana Sandoval disse...

Ou vira obsessão.

Fiz um blog!!!!

Beijos

Insônia em quatro tempos

I mesmo quando a sua boca tem gosto de cigarro eu gosto do seu gosto às quatro da manhã II é tanto amaciante que as flores do campo ...