sábado, 8 de abril de 2017

A minha árvore

Olhando para aquelas árvores altas ali balançando em cima de mim, eu fiquei pensando que de repente o meu grande objetivo aqui na Terra seja apenas balançar minhas folhas conforme o vento. Minha passagem por aqui será tão inútil quanto a daquela árvore. Todo o oxigênio que ela produzir eu mesma vou respirar e quando eu morrer, ela vai continuar produzindo oxigênio para outra Clara qualquer e quando ela morrer, a Terra vai continuar girando como se nada tivesse acontecido.

Nenhum comentário:

Censura

Se escrevo essa poesia agora é porque ainda ninguém me parou ela só está neste pedaço de papel porque ninguém o encontrou e picotou. Se...